quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

eu e ele

o telefone tocou, naquela noite no meu quarto , e ninguém imaginava quem seria , era tarde , era quente , eu que ja estava me sentindo tao só , precisando tanto de uma compania pra que pudesse ocupar o lugar sempre vago ao meu lado naquela cama confortavel e fria, piorei, voce tem ao certo a formula de me deixar assim , mal , voce tem todas as palavras na sua garganta prontas pra explodir , pra começar mais uma vez esse seu jogo que é amar , voce pensa que amar é um jogo , e como diz meu caro caio " meu coração tá ferido de amar errado " , voce soltou todas as palavras de sempre com aquela voz fria feito gelo , e me fez chorar , enquanto suas palavras saiam pelo telefone as minhas lagrimas quentes e sofridas escorriam feito um rio , sobre minha face , incredula , a cada silaba que ouvia era como uma unha arranhando todo meu coração que ja anda tao debilitado , coitado , tenho pena ,e logo eu que ja havia me prometido em nunca mais atender voce , mas voce tem o total efeito sobre mim , e falava como se estivesse vendo o que eu estava acontecendo, o meu estado , como se estivesse ouvindo os meus soluços que eu tentava de forma inutil desfarçar , voce desligou , e pela primeira vez eu nao chorei sozinha , eu precisa ouvir aquela voz que ouvi poucas vezes , mas que me acalmava e me fazia sorrir de uma forma inexplicavel, logo eu que sorrio tao pouco , foi quando o telefone novamente tocou , mas dessa vez , foi diferente , dessa vez nao foi voce , foi ele , e é assim que as coisas estao acontecendo, pouco a pouco , como deve acontecer , a saudade bate , saudade de quem nunca vi ,a vontade vem , vontade de quem nunca tive , e confesso que eu estava realmente precisando daquela exclusiva maneira de bater , lembra se como era?
confesso que eu trocava meu cigarro, que eu tragava excessivamente, me sentindo mais leve , mais distante por ele , e trocava aquela noite quente e sozinha , por uma fria , com ele , e agora o que me motiva a escrever esse texto , pela primeira vez nao é voce meu caro , é ele.


" por onde andei , enquanto você me procurava (...)
Será que eu sei? Que você é mesmo
tudo aquilo que me faltava... "

6 comentários:

  1. Sempre com palavras belas e emocionantes.

    Tens um dom muito encantador. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu reconheço o título... ^^
    E declaro ser de muito bom gosto.

    As palavras fluiram deliciosamente nesse texto Thamiris. De maneira clara e muito intensa. E além das cenas, me veio a mente uma frase que especialmente reescrevo para tii, que tbm é do caro caio:

    'Uma coisa que eu aprendi na vida: Deus não te tira as coisas, Ele te livra delas'


    Assim, Ele vive a nos entregar presentes, só resta-nos abrir o pacote. Abra o seu.
    Como na música,
    Abra o seu armário, deve ter gente a esperar.
    E voe com tudo aquilo que te faltava.
    Sim, vc sabe que te faltava.

    ;D

    Como sempre encontro por aqui, lindas palavras. Sensibilidade incríveL. Parabéns!

    beijos,
    Nii Flor

    ResponderExcluir
  3. Saudade de quem nunca viu, vontade de ter quem nunca teve... Me encontrei no seu texto hoje. Talvez por estar em uma situação parecida com a descrita no texto.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. que texto encantador!
    me fez ficar triste por um momento, pelo fato de eu não aceitar um alguém que me ampara, quando o outro me entristece... preciso mudar, preciso mesmo!

    ResponderExcluir
  5. senhorita, eu nunca te disse que eu adoro essa foto do início do teu blog, ela é linda :]

    em relação ao post: nossa, temos que mudar as vezes em relação a sentimentos voltados ao coração!
    espero que você traga isso tudo a seu favor e não deixe que te abale.


    grande bj..

    ResponderExcluir
  6. ê gente... que bela descrição de um momento onde o amor aflora... e como é difícil descrever momentos assim!! Parabéns, beijos!

    ResponderExcluir