terça-feira, 26 de janeiro de 2010

culpa

E a culpa sempre é nossa, sempre somos nós que temos que arrumar outros caminhos , outras afirmações , nos que temos que provar a nos mesmos que somos maduros o suficiente pra conter toda a dor e todo o amor que constantemente nos visita como ninfas talvez , nos temos sempre que sobreviver mesmo depois de cada olhar de destruição que vem em nossa direção , que nos dá vontade de morrer , ou sumir, e nos nunca encontramos nenhuma explicação para querer mudar , pra deixar querer ser criança sempre , beber leite ao dormir e fumar excessivamente: como uma adolescente fútil que não ama nem sente e descobre que o tabaco não te leva ao orgasmo mas te faz um bocado feliz , e depois do orgasmo as coisas nunca são como deveriam, e as vezes nem o orgasmo é como deveria, assim a gente continua sem encontrar nenhum motivo que seja grande o bastante pra mudar aquele seu jeito que não agrada , mas que te faz bem, sem ter porque a gente não sabe como fazer pra ter um jeito diferente , um jeito mais forte, para que as pessoas não achem em você aquele menininha que não cresceu e não encontrou nenhum filho de uma grande puta que pudesse fazer ela feliz , aquela menina que se encontra em palavras e que ao invés de sair, prefere escrever um desses textos fracos como ela .E mesmo tendo total noção de que essa menininha simplesmente pode ser eu , ou muitas pessoas por aí , homens ou mulheres , eu não quero deixar de ser ela, eu quero continuar com aquele charme infantil , quero continuar criança e querer as pessoas só pra mim , ser possessiva e ciumenta ao extremo e terminar incontáveis relacionamentos por isso, quero continuar ouvindo o que queria escutar , ter planos que nunca serão realizados , ouvir los hermanos e ler bons livros , mesmo que mundo ache uma merda , afinal isso é coisa pra raros , e eu que sempre me senti rara, não como uma pedra rara , mas um vírus raro , uma doença rara , entende?Se não compreende tudo bem , ninguém nunca me entende , e enfim , eu prefiro continuar sem ninguém mas do meu jeito , que eu não vou mudar , por nada , por nenhuma pessoa , por nenhum baseado ou por nenhum sentimento , por que sentimentos são psicológicos, e eu descobri isso . e enfim assim que eu me concentro , cheias de defeitos afinal é assim , assim mesmo desse jeito que um dia quem sabe eu possa encontrar alguém que goste de mim , afinal qualidades são frutos de encantamento e não de amor.


" no tempo da maldade , acho que a gente nem tinha nascido (...) "

3 comentários:

  1. Mendez, eu particulamente não tenho palavras para lhe elogiar perante seus textos.. pois é tudo tão.. tão sei lá... mais é um sei lá para bom ! Saiba que você tem mais um fã nº um sempre lendo seus textos.

    ResponderExcluir
  2. Olha....li esas belas entrelinhas no trab. infelizmente só pude comentar qnd cheguei em casa =/


    Ah, minha muito querida Thamiris.

    Como eu te disse um dia : vc é ou está assim pq quer. Vc tem tudo em suas mãos, meu anjo, tem vida, tem amor de sobra, tem um sorriso encantador e palavras que transbordam em seu imenso coração!

    Eu queria tanto te fazer feliz (ñ é novidade pra ti)

    Mas, de qualquer forma, de onde eu estiver sempre esatrei torcendo por vc.

    A porta sempre estará aberta pra ti em minha vida, em meu caminho...

    ResponderExcluir
  3. Ah Thami, como você está ein?
    ..

    sinceramente em relação ao que escreveu o que eu penso é:
    se somos jovens e não sabemos da resposta dizem que somos muito imaturos pra poder saber algo sobre a vida.

    se somos já adultos e não sabemos nos encontrar é porque somos filhos da puta inuteis que não sabem nem o que querem da vida.

    É dificil querer ser alguem, mas infelizmente temos que aproveitar calados cada momento/fase da nossa vida sem ter medo de ser feliz e de arriscar!
    O orgasmo é como a felicidade momentânea. depois que a encontramos ela passa!


    bjs linda!

    ResponderExcluir