terça-feira, 5 de outubro de 2010

espelho.

No vazio cabe um monte de coisa, mas nenhuma se encaixa.
Todas deslizam pelo rio de lágrimas que inundam todos os meus andares vazios. 
A hora que eu chorar, vai ser o choro mais triste do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário