segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

me interessam.

Não me importa o que é de verdade ou o que é mentira, mas tem que me convencer, extrair o máximo do meu prazer e me fazer crer que é para sempre quando eu digo convicto que "nada é para sempre".

Nenhum comentário:

Postar um comentário