quarta-feira, 27 de abril de 2011

que seja doce.

Eu não quero que seja pra sempre, nem que seja o certo. Só quero que seja!



quinta-feira, 21 de abril de 2011

siren



Apoiou a cabeça no travesseiro vazio e sujo e, ficou, durante muito tempo, pensando. Seu coração batia com mais força, a alma torturada. Por fim, sentiu-se sufocada, nessa estreita cela amarelada que mais parecia uma mala ou um armário. Não enxergava nada, além do que não via. Era preciso mais força, mais força, mais força... estava cansada. Cansada desse eterno vir a ser que nunca era, nunca se tornava, de tentativas vãs. E o sonho, ah, esse era tão belo! Era bonito, mas não era real. O real nem sempre tem tanta beleza, tantos ardis, tanto calor, ela sabia bem. Foi por pouco, por muito pouco. E por isso, foi-se tudo, quase tudo! E então ela acordou assustada com os pingos de chuva que invadiam a janela e molhavam seu corpo sobre a cama. Apesar de sentir aquelas gotas frias entrarem como facadas na pele, não se moveu. Afinal, era uma coisa diferente. Há meses suas noites eram rotineiras e monótonas, deixar o corpo ser molhado pela chuva era uma aventura.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

adaptação

A gente se autoproclama moderno, desencanado, cabeça-aberta, a gente incentiva o amor-livre, o "se jogar", o hedonismo sem culpa, o prazer imediato, a falta de limites. Mas só até alguém tirar os pingos dos seus is e você perceber que é careta e que quer o tradicional. Que daria tudo para ser só mais um, contente, com um amor pra vida toda ao lado, numa rotina incessante de cidade do interior. Coisas que vão e voltam. Coisas fáceis, simples.

terça-feira, 19 de abril de 2011

12:12

"Não é o sentimento que se esgota, somos nós que ficamos esgotados de sofrer, ou esgotados de esperar, ou esgotados da mesmice. Paixão termina, amor não. Amor é aquilo que a gente deixa ocupar todos os nossos espaços, enquanto for bem-vindo, e que transferimos para o quartinho dos fundos quando não funciona mais, mas que nunca expulsamos definitivamente de casa."

17/04/2011


I wish I was special So fucking special.

domingo, 17 de abril de 2011

sie

eu não tenho mais a força necessária pra ficar longe de você.

sábado, 16 de abril de 2011

todos devem assistir esse video ao menos uma vez;

dos milagres

Milagre é quando tudo conspira contra, mas Deus vem de mansinho e com um sopro leve muda o rumo dos ventos. Milagre é quando o incerto nos abraça depois de nos atingir cruelmente com sua fúria. É quando respirar vira quase um suspiro de alívio e a vida devolve o sorriso como forma de retribuição por todo sofrimento. É o instante teimoso que resiste bravamente a um duro percurso e mantém-se em pé amparado pela força divina. É a decisão que escapa de nossas mãos, mas que antes de cair agarra-se com toda força a uma segunda chance. Milagre é o improvável gesto de carinho que impulsiona o ser humano a não deixar de acreditar.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

A beleza dos avessos.

Você ainda vai amar e odiar a mesma pessoa, vai querer morrer e vai querer viver mais, vai se perguntar o porque de gostar, o porque de amar, vai rir das coisas que passou, vai rir de como você era, de como você é, e de como você pensa ser, vai querer mudar de nome, vai querer ser outra pessoa, vai querer rir com vontade de chorar, chorar com vontade de rir, vai acreditar e desacreditar, vai arriscar mesmo sabendo das consequências, vai deixar de tentar por medo, dúvida, vai se arrepender, vai querer voar, vai querer sumir, vai querer recomeçar, mesmo nunca tendo começado, vai fazer planos com outra pessoa, mesmo ela nunca tendo feito parte disso, vai perder o orgulho, vai perceber que mesmo sendo sempre a mesma pessoa, você nunca é uma só. E vai perceber que tudo um dia faz sentido, por mais tarde que seja.



quarta-feira, 13 de abril de 2011

rotina

Mais uma poesia da rotina: todo ano tem verão.

terça-feira, 12 de abril de 2011

so.

eu quero sua boca , não seu ombro.

esse é pra você.

Caio dizia assim: "Se você souber olhar as coisas dum jeito mágico, tudo fica mais bonito". Ele me sorri de volta, num arroubo de nuncamaisprasempre. E é como colorir um dia cinza. Como quem acha ouro na vida! Tententender. Ele foi o meu primeiro pensamento do dia, mesmo com tudo dando errado, e eu só quero que ele seja o meu primeiro pensamento do dia de todos os dias.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

dos destinos

Não havíamos marcado hora, não havíamos marcado lugar. E, na infinita possibilidade de lugares, na infinita possibilidade de tempos, nossos tempos e nossos lugares coincidiram. E deu-se o encontro.

Rubem Alves.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

viver supoe certas dúvidas.



E agora eu já não sei : se é saudade ou costume de pensar em você.

riscos.

Impossível atravessar a vida sem que um trabalho saia mal feito, sem que uma amizade cause decepção, sem padecer com alguma doença, sem que um amor nos abandone, sem que ninguém da família morra, sem que a gente se engane em um negócio. Esse é o custo de viver. O importante não é o que acontece, mas como você reage. Você cresce quando não perde a esperança, nem diminui a vontade, nem perde a fé. Quando aceita a realidade e tem orgulho de vivê-la. Quando aceita seu destino, mas tem garra para mudá-lo. Quando aceita o que deixa para trás, construindo o que tem pela frente e planejando o que está por vir. Cresce quando supera, se valoriza e sabe dar frutos. Cresce quando abre caminho, assimila experiências... e semeia raízes. Cresce quando se impõe metas, sem se importar com comentários. Cresce quando é forte de caráter, sustentado por sua formação, sensível por temperamento... e humano por nascimento! Cresce ajudando a seus semelhantes, conhecendo a si mesmo e dando à vida mais do que recebe. Assim se cresce.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

impar

A gente já não tem mais escolhas a não ser as mesmas  , todos os caminhos já foram traçados , todas as estradas já estão dando no mesmo lugar ..
A verdade é que nessa vida não se pode escolher o que se quer , deve se viver , deixar fluir , a mais pura verdade é que amores impossíveis podem ate dar certo um dia , mas os improváveis nunca; eu já estou sã de que eu nunca vou viver ao seu lado , nunca vamos dividir o mesmo travesseiro e acordar com sede no meio da noite .
E enquanto isso eu vou insistir em viver, lutando contra esse medo maior de parar essa porra de vida na metade por sua causa, porque é isso que eu queria  ver se a morte tem lá seu significado a mais ,
Vai ver que do pó que eu me mato eu me transformo, mas enquanto isso eu insisto, enquanto a minha covardia é maior que minha vontade de me desligar de você de vez , eu continuo .. continuo te admirando de longe ,  te ligando as vezes só pra ouvir sua voz rouca no meio da noite , entre um cigarro e outro , eu continuo ouvindo aquelas musicas que me lembram você e lendo suas mensagens entre um trago e outro.
A verdade dói , a verdade de não te ter dói  e a noite demora a passar , tudo demora .. os minutos tem sido rápidos , mas os dias longos , nada cura a dor de não te ter e mim , nem um cigarro , nenhuma droga , nada faz passar o tempo ,  passar a ferida que você causa em mim , que você causou desde quando eu te olhei com meus olhos de resaca pela primeira vez .